Asquelmintos | Classificação dos Asquelmintos


Asquelmintos | Classificação dos Asquelmintos

Asquelmintos | Classificação dos Asquelmintos

Os asquelmintos são vermes de corpo cilíndrico, trata-se de animais triblásticos, protostânios, de simetria bilateral, pseudocelomados e não segmentados. Tem o corpo revestido por uma culícula espessa e contínua e apresentam sistema digestivo completo; sua digestão é exclusivamente extracelular . A existência de uma cavidade do corpo, o pseudoceloma, representa uma vantagem das asquelmintos em relação aos platelmintos. Essa cavidade aumenta o espaço interno, permitindo que os órgãos se enrolem. Os animais pseudocelomados são classificados em 3 filos diferentes o primeiro filo é o entoprocta, formado por pequenas espécies aguáticas, em sua maioria marinhos. O segundo, denominado aconthocephala, compõem-se de vermes dotados de uma tromba cefálica retrátil, provida de espinhos. O terceiro e último é o filo Aschelminthes. Neste, é de particular interesse o estudo de uma classe, a Nematada. Apesar de grande diversidade de espécies, pode-se dizer que todos são estruturadamebte semelhantes. Por isso, as características observadas no estudo do Ascaris lumbricoides darão uma boa ideia de todo o grupo. O Ascaris lumbricoides, popularmente conhecido como lombriga, é um verme parasita. Habita o intestino de porcos e homens, onde se nutre de alimentos já digeridos. Dá-se o nome de ascaridíase a doença causada pela Ascaris lumbricoides.

As fêmeas da Ascaris eliminam grande quantidade de ovos, que chegam ao meio exterior com as fezes do hospedeiro, contaminando a água e os alimentos. A ascaridiáse é adquirida pela ingestão desses ovos. Esses ovos chegam até os pulmões, as larvas rompem os aovéolos, sobem pela árvore respiratória e chegam à faringe, onde são deglutidas. Ao chegar ao intestino delgado, transforma-se em vermes adultos. Raramente as larvas migratórias causam problemas no fígado e nos pulmões. No intestino delgado, os vermes adultos expoliam o organismo, nutrindo-se de alimentos já digeridos. O doente apresenta sintomas variados, como fome, dores vagas no abdômen, digestão difícil, diarréia ou prisão de ventre, náuseas e, as vezes, vômitos. Um número excessivo de vermes apresenta o perigo de abustrução intestinal. Além de lombrigas, existem outros nematódios causadores de doenças, como o Necator americanus (amarelão), a Wucheria bamcrofti (filariose), etc.

www.megatimes.com.br
www.geografiatotal.com.br
www.klimanaturali.org