Anfetamina | Droga Sintética

Tags

Anfetamina, Droga SintéticaA Anfetamina é utilizada principalmente como estimulante e nos regimes de emagrecimento, a anfetamina é o protótipo de uma série de drogas sintéticas, todas chamadas anfetaminas, que atuam sobre o sistema nervoso central, gerando aumento da atividade mental, euforia e incremento da resistência à fadiga e da capacidade de concentração, além de melhorar a disposição geral. Em consequência, é utilizada para tratar casos de depressão e de narcolepsia, doença caracterizada por uma irresistível tendência ao sono. Outros tratamentos em que também se emprega a anfetamina são os de desintoxicação de alcoólatras e, pela capacidade que tem essa droga de eliminar o apetite, nas dietas de emagrecimento.

O consumo maciço dos diferentes compostos de anfetamina durante as décadas de 1960 e 1970, motivado pelo efeito psico-estimulante desse princípio, levou a maioria dos organismos de saúde pública a baixar normas que procuram reduzir seu emprego.

A preparação mais usada é o sulfato de anfetamina. O sulfato de dextroanfetamina é a mais ativa das duas formas isoméricas (isto é, que têm a mesma composição química, mas uma distribuição espacial diferente) da anfetamina. Produzindo os mesmos efeitos terapêuticos, apresenta a vantagem de provocar menor número de efeitos secundários indesejáveis: entre outros, náuseas, insônia, contrações abdominais, irritabilidade, hipertensão e estados maníacos.

Dois dos efeitos fisiológicos produzidos pela administração da anfetamina são semelhantes aos que se apresentam naturalmente pela ação do hormônio adrenalina: estimulação dos centros respiratórios e constrição dos vasos sanguíneos.

Embora não se produza uma típica síndrome de abstinência quando a administração da droga é suspensa, ocorrem desajustes orgânicos, e o uso prolongado leva a uma grande dependência de origem psíquica.

www.megatimes.com.br
www.geografiatotal.com.br
www.klimanaturali.org